"Febre" da selfie já matou 250 pessoas em todo mundo


_

Desde que as câmaras incrementaram sua capacidade  de captar imagens, às fotos passaram a ser um dos principais atractivos; porém a quem põe em risco a própria vida em busca de uma foto perfeita.

São às famosas Selfies mortais e segundo um estudo com base nos casos notificados pela imprensa entre 2011 e 2017  cerca de 259 pessoas morreram tirando selfies.

O estudo compilou notícias sobre mortes de pessoas enquanto tentavam tirar fotos de si mesmas em situações arriscadas.

São casos como o do jovem Gavin Zimmerman, de 19 anos, que, em julho deste ano, caiu de um penhasco na Austrália enquanto fazia uma foto.

O mesmo aconteceu com Tomer Frankfurter, que caiu de uma altura de 250 metros enquanto registrava uma selfie no Parque Nacional Yosemite, nos Estados Unidos.

Afogamento, acidentes de transporte e quedas foram as causas mais comuns. Também foram frequentes eletrocuções e mortes causadas por incêndio, animais e armas de fogo.

Analisando os dados, pesquisadores da Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos recomendaram que sejam criadas áreas proibidas para selfies em locais perigosos para prevenir estas mortes.

 



Música

Outras Notícias

Vídeos em destaque

Curiosidades

Redes Sociais